Aperte enter para pesquisar

Paraná

CAIU

94 mil faltam à prova do concurso do Tribunal de Justiça do Paraná

Assim, a disputa que estava em 1,3 mil concorrentes por vaga passou para 482 por vaga

por Jonas Laskouski

Atualizado em 24/09/2019 - 09h48

A concorrência pelas míseras – mas disputadíssimas até então – 114 vagas no concurso público para técnico judiciário do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) caiu drasticamente.

 

É que, dos 149 mil inscritos, 94 mil não compareceram para realizar as provas no último domingo (22). Assim, a disputa que estava em 1,3 mil concorrentes por vaga passou para 482 por vaga. São cargos para pessoas com Ensino Médio e o salário inicial é de R$ 5,5 mil.

 

A demora para a realização das provas pode ter sido um dos fatores que inibiu a presença, principalmente de candidatos de outros Estados. O processo seletivo foi aberto no início de 2017 e se arrasta(va) desde então, com suspensões e mudanças no edital. No decorrer do processo seletivo, pelo menos 6 mil inscritos desistiram e pediram devolução do valor de inscrição.

 

Outro aspecto que pode ter influenciado é a lotação das vagas. Inicialmente, estavam divididas em 40% para a capital e 60% para o interior. Contudo, a partir de uma mudança no edital, em 2018, ficou definido que a destinação será por ordem de classificação, sendo que a quantidade de aprovados para cada cidade será determinada, futuramente, por um fórmula matemática que identificará as localidades com maior necessidade de pessoal. Sendo assim, grandes centros podem ficar com poucas ou até nenhuma vaga, reportou Katia Brembatti para a Gazeta do Povo.

 

Comentários

Notícias Relacionadas

ESTADO

Estimado em quase R$ 50 bilhões o orçamento 2020 para o Paraná

Conforme o projeto, a reposição salarial de 2% para os servidores está prevista, assim como recursos destinados ao pagamento de promoções e progressões de carreira. Educação, Saúde e Segurança irão receber a maior parcela

NÃO PEGOU BEM

Enquanto isso, aqui no PR, deputado 'reclama' de salário congelado de R$ 25 mil

"Para os senhores terem uma ideia, no meu terceiro mandato aqui na Assembleia, com o salário de deputado você ia em uma concessionária e comprava um carro zero da melhor qualidade". Ele justificou que estava comparando o poder de compra do trabalhador

NOVELA

Concessionárias de pedágio - duas delas - têm 30 dias para reduzir tarifas no PR

As empresas são responsáveis por trechos da BR-277, tanto na ligação de Curitiba com o Litoral do Estado, como entre Guarapuava e Foz do Iguaçu