Aperte enter para pesquisar

Colunistas

"Aprenda a não revidar, deixe que a vida faça isso por você"

E ela sempre fará, porque ninguém sai dessa vida sem pagar a devida conta de seus atos, por menor que seja. Quando o erro não é seu, apenas relaxe

por Jonas Laskouski

Atualizado em 23/07/2019 - 02h07

A tecnologia me assusta em certos momentos. Não sei se acontece com você, mas comigo sempre. Tem vezes que estou conversando com alguém sobre determinado assunto ou pensando alto cá com os meus botões e pá!’, o tema da conversa ou dos devaneios surge ali, na tela do computador ou do celular, em alguma publicação relacionada. Isso acontece principalmente quando estou online no Facebook. Parece coisa do ‘berza’, como diz uma amiga da minha mãe. É como se a rede social estivesse conectada a você literalmente, numa espécie de microchip implantado secretamente em algum lugar do seu corpo, dando poder à máquina para transcrever seus desejos, seus sonhos de consumo e todas as gamas de sentimentos que inundam sua mente no decorrer do dia.

 

Agora pela manhã aconteceu novamente. E dessa vez veio em forma de lição. Uma lição que algumas pessoas já tentaram fazer com que eu entendesse, mas que eu, turrão e teimoso, preferi fazer ouvidos moucos. Mas a vida é insistente e quando ela quer te ensinar algo, ela vai buscar meios de fazer você enxergar. Mesmo em meio à uma turva neblina. Dessa vez, ela – a vida – e todas as forças do universo que fazem com que ela aconteça (e ele – 0 universo – que só quer o nosso bem, acredite) me botou na cara, na tela do note, um texto que veio a calhar. Um murro, um ‘sossega, Jonas’. Um recado do tipo ‘mude você e não espere que ninguém mude’. Pois bem, o texto caiu como uma luva e faço questão, aqui na minha coluna, de compartilhar com você. A autoria é do professor e psicólogo Marcel Camargo e é um alento.

 

“Aprenda a não revidar, deixe que a vida faça isso por você”

Não é fácil mantermos a calma quando existe alguém nos incomodando com maldade, agressividade, FALSIDADE  ou tudo isso junto. Parece que a energia negativa da pessoa contamina o ambiente e quem estiver por perto, fazendo com que todo mundo ao seu redor fique se rebaixando ao seu nível. E isso não faz bem para ninguém.

 

Um dos maiores favores que conseguiremos fazer para nós mesmos será conseguirmos ignorar, deixar quieto, deixar pra lá. Silenciarmos, enquanto o outro espera que gritemos e nos desequilibremos, tem uma incrível capacidade de neutralizar o peso que gente ruim carrega para lá e para cá. Como ocorre com tudo nessa vida, o mal, ao não encontrar reciprocidade, vai embora.

 

A vida anda difícil, sobrecarregada, retirando-nos as forças, enquanto nos equilibramos em meio à correria célere do cotidiano esmagador que nos preenche os dias. Poucos conseguem obter real prazer enquanto se dedica ao trabalho, num ambiente em que as pessoas estão se tornando cada vez mais complicadas. O mundo policia cada um de nossos atos, cada palavra que falamos e escrevemos, aguardando algum possível deslize que possa ser usado contra nós.

 

Com isso, confiamos pouco no outro, quase não nos abrimos com as pessoas, por medo, insegurança e cautela. E isso tudo vai se acumulando dentro da gente, tornando nossos passos cada vez mais pesados e solitários. A gente acaba não aguentando tanto sentimento represado dentro do peito e, muitas vezes, desconta em quem não merece. A gente se isola e vive a solidão em meio a uma multidão solitária.

 

Isso contribui para que laços afetivos não se firmem, ou seja, não construímos um relacionamento verdadeiro com as pessoas. Assim, pouco nos importamos com os sentimentos do outro, pouco nos colocamos no lugar de alguém, pouco nos importa que magoemos as pessoas. Para muitos, o outro é apenas alguém que pode vir a ser interessante, caso possa ser usado em seu favor de alguma forma.

 

Há, como se vê, uma urgente necessidade de não propagar essa ausência de afeto que paira sobre nós, não entrando no jogo de quem só quer disseminar discórdia. Aprenda a não revidar, deixe que a vida faça isso por você. E ela sempre fará, porque ninguém sai dessa vida sem pagar a devida conta de seus atos. Quando o erro não é seu, apenas relaxe.”

 

Maravilha de texto, não? Cada parágrafo é um sopro de ar leve e renovador para dentro de nossos pulmões, permitindo uma respiração, no mínimo, regular. Sem alterações que nos deixe ofegante ou ansioso. Obrigado, professor. Obrigado, universo.

 

 

Comentários

Notícias Relacionadas

Amores líquidos

Parece que as pessoas de tanto touch estão perdendo o tato. Lembre-se: nenhuma tecnologia substitui o olho no olho

Estado civil? Feliz!

Tudo bem pra você quando ao preencher algum formulário e no campo aí do título você se depara com a realidade (se for o seu caso) e cai a ficha que você está solteira ou solteiro? Aliás, se sua felicidade depende do seu estado civil, você precisa ler esse texto

Cuidado, gente. Ambiente de trabalho negativo pode causar psicopatologias

A psicoterapeuta Liliane Santos fala como um ambiente tóxico pode comprometer sua saúde. E claro, dá dicas para que o local onde você trabalha seja motivo de inspiração