Aperte enter para pesquisar

Vida e Estilo

LIKE IT OR NOT

Egos vão entrar em parafuso com a ocultação de curtidas no Instagram

Quantidade de curtidas ficará visível apenas para quem fez a publicação e para ninguém mais. Será o fim da era dos influencers digitais?

por Jonas Laskouski

Atualizado em 17/07/2019 - 09h27

Sem hipocrisia, por favor. A expectativa pelo número de curtidas quando postamos uma foto no Instagram é gigantesca para a grande maioria dos quase 70 milhões de usuários brasileiros da rede social (atrás apenas dos Estados Unidos) que mais foca na aparência, na beleza física e na prosperidade. Egos inflam, empresas lucram e sintomas de ansiedade e depressão tomam conta de quem se deixa abalar com o suposto bem estar dos outros, já que tudo é lindo, maravilhoso, perfeito.

 

Brasil é o segundo país com maior número de usuários de Instagram (Imagem: Reprodução)

 

Bom, vamos ver como é que a coisa vai ficar daqui pra frente. O Instagram começa, a partir desta quarta (17), um novo teste no Brasil que vai “esconder” o número total de curtidas nas fotos e visualizações nos vídeos publicados na rede social.

 

Segundo a própria equipe do Insta, o objetivo do teste é fazer com que os usuários passem a se concentrar mais no conteúdo, ou seja, na fotos e vídeos, e menos nos números. A ideia é fazer com que as pessoas não vivam esse espírito de competição dentro da plataforma, com o objetivo também de fazer com que as interações na rede sejam mais naturais e gerem menos ansiedade nas pessoas. Com isso, a expectativa é entender se uma mudança desse tipo pode ajudar as pessoas a focar menos nas curtidas e mais em contar suas verdadeiras histórias.

 

QUAIS AS ORIGENS DO DEBATE SOBRE A SAÚDE MENTAL DOS USUÁRIOS DO INSTA?

O problema foi levado a público em 2017, quando a Royal Society Health da Inglaterra fez uma pesquisa com 1.500 jovens entre 14 e 24 anos para avaliar aspectos como a saúde e o bem-estar em relação às redes sociais Twitter, Facebook, Youtube, Snapchat e Instagram.

 

Como você vai lidar sem saber que os outros não estão vendo o número de curtidas na foto postada? (Imagem: Reprodução)

 

Se falássemos para você que a obsessão por conseguir curtidas para as nossas publicações produz ansiedade, depressão, solidão e, além de tudo, fomenta o bullying, você acreditaria? Um dos pontos negativos da experiência nas redes é exatamente essa pressão que o usuário sente para que suas publicações obtenham curtidas e comentários positivos, como um tipo de comprovação da sua aceitação na sociedade.

 

POR QUE PENSAR EM UMA EXPERIÊNCIA MAIS SAUDÁVEL?

A partir do momento em que essas tecnologias se fazem cada vez mais presentes em nosso dia a dia, o impacto gerado por elas no âmbito psicológico deve ser analisado e reduzido na medida do possível.

 

E não são só as pessoas que são afetadas por essas métricas de vaidade, muitas empresas também se veem reféns de um número satisfatório de likes. Os corações e os polegares para cima são como moedas na economia dos conteúdos. Esse aumento do número de curtidas é considerado, comumente, como uma métrica de marketing, principalmente entre quem está começando, o que faz com que a ausência destes números gere um desconforto natural.

 

Apesar desse medo inicial, comum a tudo que é desconhecido, a novidade do Instagram é de extrema importância, pois volta a colocar o usuário no centro do tema, e não mais os números vinculados a ele ou ao seu status online.

 

Talvez, os mais prejudicados neste caso sejam os influencers, pessoas midiáticas do mundo digital, que dependem diretamente da quantidade de curtidas nas redes.

 

(Com informações do site Olhar Digital e do blog Rock Content)

 

 

 

Comentários

Notícias Relacionadas

NOVIDADE

Rene Souza, India Cavalli e Luiz Paulo Amaral apostam no mercado pet e lançam serviço inédito na cidade

A primeira franquia de plano de saúde animal do país chega a Guarapuava trazendo tudo o que papais e mamães de catioríneos e gatíneos queriam: todo cuidado do mundo sem susto na hora de pagar a conta

Hotel de luxo pertinho de Guarapuava tem banheiro panorâmico com vista de tirar o fôlego

É o primeiro empreendimento glamping do Paraná e fica no Vale das Cachoeiras, na Serra da Boa Esperança. Ainda não está aberto ao público mas o requinte em cima da montanha, em meio à natureza, vai movimentar ainda mais o turismo na região

A MELHOR

Os donos e reis da (Mid)night

Avelino Eduardo Bueno, Eduardo Staciaki, João Marcos Kinseler e Sergio Garcia - os jovens incríveis rapazes que organizam a melhor e mais inusitada festa de Guarapuava. Estilo, atitude, dezenas de atrações, som de primeira e um público de respeito fazem da Midnight um rolê indescritível. E a edição deste sábado (29) está começando.